Reflexão

50 anos de manipulação global

21 de maio de 2015
rede globo mente

A importância da mídia na formação do conhecimento de massa.

A leitura da semana é sobre a rede que nasceu financiada por um contrato ilegal, cresceu sob a sombra da ditadura e entra no século 21 em crise de audiência e credibilidade.

 MST invade, não ocupa; pobre preso com drogas é traficante, enquanto no caso de estudante de classe média é porte; quando é os tucanos, não investiga, quando é o PT, o MST e a esquerda, usam de toda estrutura. Há uma criminalização constante dos pretos, pobres e periféricos. Uma cultura que encontra respaldo no conservadorismo de Roberto Marinho.

Escândalos tomaram a proporção de manchas permanentes na história do grupo, dentre eles: o caso das ambulâncias superfaturadas entregues quando o José Serra era ministro da saúde, a edição clássica no debate entre Lula e Fernando Collor, o escândalo da Fundação Roberto Marinho e a manipulação das Diretas Já. Sem falar das últimas manifestações partidárias como o mico jornalístico na cobertura das últimas eleições: um golpe frustrado e uma vitória do jornalismo independente e das novas mídias.

Poucos realmente sabem da grandeza do império. O Grupo Globo (anteriormente conhecido como Organizações Globo) é o maior conglomerado de mídia do Brasil, atuando também no setor de telecomunicações, é também o maior da América Latina, sendo um dos maiores de todo o mundo. O patrimônio inclui canais na TV aberta, satélite e TV a cabo e os principais jornais, revistas, rádios e portais de internet do nosso país. Então, pense bem antes de vincular todos os “méritos” a Rede Globo de Televisão. O trabalho é ainda mais complexo e bem mais sensível e enraizado na nossa cultura do que se imagina.

Dilma, se ainda tiver um pingo de sangue brizolista nas veias, enfrenta a Globo agora. A Globo é o centro do golpe e representa a alienação e desinformação vigente em nosso país. Põe gente na rua, sim! O telespectador com o mínimo de conhecimento e senso crítico, percebeu grande parte das manipulações e tem se policiado sobre a informação que consome. Será que perceberam que é a sociedade como um todo que perde com a prática do mau jornalismo? Em outras palavras, por que não retratar a vida como ela é? Afinal, quem se vê na TV, hoje, se reconhece? Eis a questão.


Inspiração: Revista Caros Amigos | Imagem: Artista Desconhecido

Você também pode gostar destes posts